D.G; 30a, atriz.

"Muitas transformações significativas da minha vida passam pelo meu processo terapêutico . A terapia me deu clareza, tranquilidade e possibilidade de mudança. Seja me percebendo, seja aceitando o que vi, seja entendendo porque sou de tal jeito, seja instrumentalizando essas mudanças. No final, o que mais me encanta neste processo é que a terapia me possibilitou ter uma vida melhor porque sou mais ciente do que faço, das razões dos meus atos, do que eu quero e do que eu posso ser. E este entendimento sobre mim mesma me deu permitiu agir de forma mais consciente/critica e, assim, ser mais "senhora da minha vida" e ser mais tranquila e mais feliz. Por fim, foi importante até para lidar de maneira mais saudável (menos culpa, por exemplo) com as questões que eu não consegui observar, entender ou trabalhar. Eu sou grata pela minha terapeuta, pelo seu trabalho "catalizador de minhas transformações", pelo seu apoio neste processo muitas vezes doloroso mas muito gratificante e pela sua fé de que eu sou capaz de levar as questões discutidas com ela para além daqueles 50 minutos e para além daquela sala". D.G., 30a, atriz.