Sobre a Autora


img-autora.jpg
Meu nome é Márcia Barone Bartilotti, sou psicóloga, psicoterapeuta, docente e moro em São Paulo. Desenvolvo meu trabalho clínico com crianças, jovens, adultos e também atendo casais e famílias.

Além do meu trabalho na clínica privada, minha trajetória profissional foi se construindo na área institucional, mais precisamente na área da saúde. Durante 15 anos, trabalhei em instituições hospitalares, como Santa Casa de São Paulo, Hospital Brigadeiro, Day Care Center, locais onde atuei, principalmente, nas áreas da obstetrícia patológica e da oncologia.

Neste caminho, também me dediquei à minha formação. Na Santa Casa de São Paulo, fiz especialização em psicologia hospitalar. Posteriormente, entrei para o mestrado em psicologia clínica, na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, onde desenvolvi e defendi minha dissertação sobre a prematuridade do parto sem causa orgânica associada, no núcleo de psicossomática e psicologia hospitalar.

Anos mais tarde, percebi a necessidade de uma atualização teórica frente ao interesse e a necessidade de muitos pacientes que me procuravam no consultório com demandas mais pontuais, ou seja, com problemáticas mais focadas, incluindo, entre outras, a vivência de situações de doenças, separações, perdas e lutos.

Por questões pessoais e profissionais, afastei-me do trabalho presencial em instituições hospitalares e acabei migrando para o Instituto Sedes Sapientiae de São Paulo, onde fiz minha especialização em psicoterapia breve psicanalítica.

Logo após finalizar minha formação, comecei a trabalhar como terapeuta voluntária em um projeto desenvolvido pelo curso na Clínica Psicológica do Instituto Sedes Sapientiae (ISS), o NAPC – Núcleo de Atendimento e Pesquisa da Conjugalidade e da Família – voltado ao atendimento psicológico breve de casais e famílias. Pouco tempo depois, assumi a coordenação desse projeto e meu interesse pelo tema, aliado ao meu desejo de desenvolvimento profissional, me levaram a mais uma formação na área de casal e família. Paralelamente, fui convidada a fazer parte do quadro de professores do curso, descobri que essas áreas são fascinantes, e nelas estou há cerca de 14 anos.

Este precioso intercâmbio de experiências e aprendizados permitiu a ampliação de meu trabalho na clínica privada, que passou a incluir duas propostas psicoterapêuticas mais específicas: o atendimento psicológico voltado à pacientes com câncer, familiares e cuidadores e a psicoterapia breve – uma abordagem de trabalho que tem como especificidade o limite de tempo estabelecido.   Mais recentemente, desenvolvi o projeto “AQUI EM CASA”, uma alternativa terapêutica, cujo objetivo central é oferecer informação, orientação e assistência  em  domicílio, para famílias que convivem e/ou acompanham um paciente com câncer.

Ao longo destes anos todos, claro, tive muitas outras experiências, boas e ruins. Casei, tive filhos,  tornei-me mãe, escrevi artigos e capítulos de livros, fiz anos de análise, viajei, fiz novos amigos, voltei a nadar, acertei e errei muitas vezes, me decepcionei, tive momentos de crise, perdi amigos tão queridos, perdi pacientes no meio de tanta luta pela vida, perdi pessoas de minha família que deixaram eterna saudade.

Mas com tudo e com todos aprendi. Aprendi, especialmente, que os caminhos para lidar com nossas dores obviamente são diversos e nunca são fáceis. Porém, se nos dispusermos a ampliar nossos conhecimentos, a legitimar nossos sofrimentos (e não negá-los ou relegá-los), a buscar ajuda para compreender, ponderar e lidar melhor com nossas fragilidades; teremos melhores chances de sair dos escombros mais maduros e mais preparados para enfrentar o mundo. Um mundo que, mesmo não estando isento de mudanças, quebras, rupturas, perdas e desafios, reserva para nós algumas belas surpresas e alegrias!

Portanto, desejo que você consiga encontrar o seu caminho, a sua maneira para lidar, enfrentar e superar fases mais difíceis e que isso possa trazer a você uma vida com mais qualidade, segurança, equilíbrio e alegria em todos os sentidos.  Também espero que eu possa ajudar você, seja através de uma consulta ou por meio das matérias desse site.

De qualquer maneira, será, sem dúvida, uma grande motivação e um grande prazer para mim!

 
VER CURRÍCULO