Atuação Profissional

Iniciei minha carreira como psicóloga clínica há 29 anos. Desde então, desenvolvo meu trabalho com crianças, adolescentes e adultos e, a partir de 2005, comecei a trabalhar também com terapia de casal e de família. Paralelamente, atendo pacientes com câncer e/ou seus familiares em todas as fases da doença.

A abordagem psicanalítica norteia meu trabalho clínico à luz, sobretudo, dos pressupostos de Ferenczi, Winnicott  e de outros autores da concepção psicossomática, os quais me ensinaram a valorizar, antes de tudo, a construção de uma relação ética e humana entre terapeuta e paciente.
 
A partir de minha prática como psicoterapeuta e docente, também realizo supervisões clínicas para profissionais da área.
 
Todos os trabalhos são realizados em meu consultório, localizado na Vila Madalena, São Paulo, Capital.
Psicoterapia Individual

É um método de trabalho que busca amenizar o sofrimento da pessoa por meio do autoconhecimento, uma vez que - quando bem conduzido - ajuda a vislumbrar e a compreender os motivos que estão por trás das queixas apresentadas; motivos esses que, muitas vezes, são responsáveis pela situação geradora de conflitos. Durante o processo, o paciente é “convidado” a ouvir suas próprias ideias e pensamentos, prestar mais atenção nos seus sentimentos, entender melhor suas angustias e limites, rever suas crenças, perceber o que realmente quer e, principalmente, a criar condições para que o conhecimento adquirido possa ser um motor para as transformações que deseja realizar.

Psicoterapia de Casal / Psicoterapia Familiar
São modalidades de atendimento que auxiliam o casal - ou a família - na compreensão dos sentimentos mais profundos que geralmente estão na raiz dos desencontros, mágoas, insatisfações, queixas e brigas repetitivas. Tem por objetivos gerais melhorar a comunicação - não raras vezes - difícil ou bloqueada, reduzindo, assim, os conflitos interpessoais dentro do casal ou da família que contribuem para a piora da dinâmica das relações e da situação de crise que se encontram. Em ambos os processos, trabalha-se também as questões de ordem prática (dificuldades domésticas, financeiras, lazer, sociais, etc).

Nos casos em que a separação do casal acaba sendo a opção, a psicoterapia pode auxiliar ambos os envolvidos e colaborar para que este processo possa ser mais digno e menos doloroso. 
Psicoterapia Breve

A psicoterapia breve é uma modalidade de tratamento de tempo limitado e com ênfase em um foco de trabalho estabelecido a partir dos motivos que levaram a pessoa a buscar ajuda profissional.  A duração máxima para uma psicoterapia breve é de um ano, podendo durar alguns meses ou algumas sessões. Importante ressaltar que o tempo estabelecido para o processo está relacionado com a problemática da pessoa, seus recursos e, também, com a experiência e a formação do profissional nesta modalidade de tratamento.

Intervenções psicoterapêuticas para pacientes com câncer
1.Atendimento psicológico:
Tem como finalidade primordial promover o alívio do sofrimento psíquico do paciente e/ou familiares em relação ao adoecimento. Procura compreender e cuidar das reações emocionais e sentimentos desencadeados a partir do impacto do diagnóstico bem como de outras fases da doença.

2. Atendimento familiar em domicílio: Projeto AQUI EM CASA
Tem como proposta oferecer informação, orientação e assistência em domicílio para famílias que convivem e acompanham um doente com câncer.
Intervenções em Crise
É uma modalidade de trabalho no campo das psicoterapias que tem como objetivo central oferecer ajuda pontual e focada em situações e fases críticas da vida.  Adolescência, casamento, separações, chegada e partida de filhos de casa, menopausa, aposentadoria, envelhecimento, perdas abruptas e doenças, são exemplos de algumas situações de crise que vivemos e que podem causar dificuldades, sofrimentos, sensação de ineficiência, impotência e importante desequilíbrio emocional ou físico.

Uma crise é um momento psicologicamente instável desencadeado, tanto pelas perdas e mudanças envolvidas, quanto pela necessidade de nos adaptarmos a novas demandas, novos papéis e funções e, principalmente, a novas realidades. 
Supervisão Clínica

Se você trabalha na área da psicologia clínica e tem dúvidas relacionadas à condução e planejamento psicoterapêutico de seus casos clínicos, a partir dos temas abordados pelo site, agende uma supervisão.

Orientação Psicológica

A orientação psicológica é uma alternativa de ajuda terapêutica breve e pontual (no máximo 04 encontros) e seu objetivo fundamental é oferecer informação, orientação e, quando necessário, encaminhamento adequado àqueles necessitam de algum tipo de assistência psicológica. 

Psicoterapia Infantil / Orientação e suporte familiar
É uma modalidade específica de tratamento indicada, principalmente, quando a criança apresenta sintomas persistentes (fobias, temores persistentes, insônia, agressividade, enurese, encoprese, dentre outros), conflitos e dificuldades relacionais, regressão, atraso ou parada no desenvolvimento. 

Tem como objetivo auxiliar a criança a enfrentar seus conflitos, favorecer o desenvolvimento de sua maturidade e assim retomar do curso de seu desenvolvimento de maneira mais satisfatória e saudável.

Neste processo, o trabalho de orientação com os pais e/ou responsáveis pela criança é sempre importante e conta com orientações, sugestões de manejos e modificações ambientais que podem ajudar e favorecer o desenvolvimento da criança.   

Com crianças menores (idade pré-escolar) e, em algumas circunstâncias, a opção somente pela orientação pode ser uma modalidade de atendimento preferível.